Posts recentes de Todas as categorias

Revista Vacatussa #10 | O pacto – Joana Rozowykwiat

Conto “O pacto” de Joana Rozowykwiat, publicado na Revista Vacatussa 10. Recife, fevereiro/março de 2015.

Revista Vacatussa #10 | A palavra ilustrar é como um boy de gêmeos – Adelaide Ivánova

Crônica “A palavra ilustrar é como um boy de gêmeos” de Adelaide Ivánova, publicado na Revista Vacatussa 10. Recife, fevereiro/março de 2015.

Revista Vacatussa #10 | 20.01.20&¶ – Lulina

Conto “20.01.20&¶” de Lulina, publicado na Revista Vacatussa 10. Recife, fevereiro/março de 2015.

Revista Vacatussa #10 | Livre – Tatiana Maciel

Conto “Livre” de Tatiana Maciel, publicado na Revista Vacatussa 10. Recife, fevereiro/março de 2015.

Revista Vacatussa #10 | A morte é bela – Julieta Jacob

Conto “A morte é bela” de Julieta Jacob, publicado na Revista Vacatussa 10. Recife, fevereiro/março de 2015.

Revista Vacatussa #10 | O violeiro do apocalipse – Helder Santos

Conto “O violeiro do apocalipse” de Helder Santos, publicado na Revista Vacatussa 10. Recife, fevereiro/março de 2015.

Revista Vacatussa #10 | Lunus fuscalus – Helder Herik

Poema “Lunus fuscalus” de Helder Herik, publicado na Revista Vacatussa 10. Recife, fevereiro/março de 2015.

  • Colunas
  • Críticas
  • Ensaios & Artigos
  • Entrevistas
  • Ficção & Poesia
  • Reportagens
  • Vídeo

Boa viagem, Anette

Era janeiro e fazia um frio enorme. Ernst convidou Anette para ver a exposição Das Russische Bauhaus e apressaram-se para livrar-se do vento chuvoso que lhes empurrava com resistência os passos.

As Três Marias

(Texto inédito em português, originalmente publicado no site da Granta.com...

Casa

Não é tão simples quanto a luz que se acende em um cômodo do apartamento que vejo mais adiante. Logo apaga. É que as letras também estão se apagando, o “n” por exemplo. Logo agora que o “n” é um recipiente virado de boca para baixo ou um tamborete.

Não understanding Othello

espetáculo transpõe a peça para uma ambientação atual. Boa parte da ação se passa em um bunker no qual os atores usam um fardamento militar contemporâneo. A primeira cena aconteceu na frente de um típico pub londrino – Iago e Roderigo conversam e conspiram. Eu conhecia o texto tanto no original, quanto em algumas traduções.

Amor sem fim

Amor sem Fim, romance do muito talentoso McEwan é um thriller psicológico baseado na obsessão de um louco que se coloca na vida de Joe Rose, um escritor de divulgação científica, e começa a persegui-lo, motivado por uma ideia fixa: o amor.

Balzac, o amor e outros demônios

Já fui Rubempré duas vezes. Primeiro, aos 18, quando saí de Campina Grande e me mudei para Recife; agora, aos 30, quando saio de Pernambuco e chego até São Paulo. Em comum, os mesmos amores míopes no peito; as mesmas ambições e pretensões; as mesmas ilusões de relevância.

Poesia e percurso

Disseram que quando Miró encontrou Antônio de Olinda na sala de Cássio, abraçaram-se fortemente, identificados em suas trajetórias. Hoje minha vida, é minha noção de luta estampava a pele e o porte desses homens que percorreram a dura estrada do ser sensível na vivência e na arte.

É preciso ser a madrugada, Estelita

Esse texto foi publicado originalmente na antologia Inquebrável, Estelita...

Entre moscas – Everardo Norões

Os contos de Everardo Norões parecem se conectar por caminhos nem sempre evidentes, rotas descobertas no processo de leitura e releitura; são narrativas que sugerem comentários existenciais sobre o tempo atual, a maneira como as pessoas lidam com a história, o tempo, o modelo de sociedade que permite absurdos e celebra animosidades.

W. B. & os dez caminhos da cruz – Everardo Norões

Série de dez poemas inspirados na vida e na obra do pensador alemão Walter Benjamin, que abordam assunstos culturais, políticos e acadêmicos.

Poeiras na réstia – Everardo Norões

Da memória à morte, da política à crônica do cotidiano, os poemas de Everardo Norões contemplam uma ampla gama de temáticas.

A rua do padre inglês – Everardo Norões

Silêncio, Ruínas, Pedras, Luz e Escuridão: palavra poética e memória. Os poemas trazem notícias tanto de gestos miúdos, como lavar pratos, quanto do imenso do céu e do sol e das ruminações da atividade literária nas fronteiras do universo.

Retábulo de Jerônimo Bosch – Everardo Norões

A recordação lírica, esse passado que se atualiza – ou melhor – que é produzido por um presente dilatado adquire, no contemporâneo, também um matiz crítico e mesmo político. A poesia de Norões abre uma fresta por onde podemos espiar, revisitar o ferimento de determinados eventos sociais duros de suturar.

Poemas – Everardo Norões

O Poemas pode ser considerado o livro que assinala a transição de uma poesia por assim dizer mais “tradicional”, para a poesia dos livros posteriores, mais livre de certas convenções e sintonizada com determinadas tendências.

Tangolomango – Raimundo Carrero

O romance revisita a personagem Tia Guilhermina, que já aparecia como coadjuvante em O amor não tem bons sentimentos. Aqui ela aparece num momento posterior, já separada do sobrinho, com Matheus indo a julgamento, acusado de estuprar e assassinar a mãe Dolores e a irmã Biba.

Sombra Severa – Raimundo Carrero

Carrero escreve um tratado sobre a culpa, numa releitura do mito bíblico de Caim e Abel. A narrativa é escrita de maneira direta, com alternâncias de pontos de vista e digressões, que são usadas para a contextualização do momento narrado.

Sugestão de leitura: a crítica literária e os ensaios de José Lins do Rego

É preciso realizar um balanço não apenas da obra do autor José Lins do Rego, mas também das camadas e camadas de debates críticos a respeito de seus livros.

Meu amigo Cthulhu (Notas sobre literatura e ideologia)

(Ensaio publicado originalmente na Revista Cesárea)   Volta e meia,...

O movimento armorial na literatura

Em 2010, fui convidado pela Revista Continente para participar da edição...

Narrativa transmídia na Marvel

A estratégia de narrativa transmídia da Marvel no seriado Agents of SHIELD e nos filmes Os Vingadores, Hulk, Capitão América, Thor e Homem-de-Ferro.

José Luiz Passos e o seu Romance com pessoas – Anco Márcio Tenório Vieira

Do ponto de vista da construção dos personagens romanescos, o autor analisa a superação que Machado promoveu em relação aos seus contemporâneos (românticos, realistas e naturalistas) ao ler criticamente a tradição literária ocidental e ocidentalizada.

As paredes em torno de Carneiro Vilela

Por ocasião do seu centenário de morte, completados sem muito alarde no último 1 de julho, parte do legado construído por Carneiro Vilela passou a emergir com a publicação dos seus escritos. Primeiro com Cartas sem arte (Ed. Universitária da UFPE, lançado no fim de 2012) e agora com a reedição de seu livro mais famoso, o romance A emparedada da Rua Nova, que chega à 5ª edição através da Cepe

As fronteiras da língua

Na prática, ao mesmo tempo em que partem de divisões estáticas e já estabelecidas como as geográficas, os dicionários estabelecem fronteiras de ordem cultural, na tentativa de revelar as diferenças do país através das palavras.

E eu ali, todo quieto? (Sobre Bernardo Brayner)

Alguns escritores genuinamente fracos procuraram a glória literária através das falsificações; outros, talentosos, descobrem seu real potencial criador pondo uma máscara em cena e este é o caso de Bernardo Brayner

Cinco perguntas para Miguel Del Castillo

A ficção de Miguel del Castillo se tornou mais conhecida a partir da sua participação, em 2012, na seleção de jovens escritores brasileiros feita pela revista Granta. Agora ele estreia em livro com o volume de contos “Restinga”.

Cinco perguntas para Biagio Pecorelli

Entrevista com Biagio Pecorelli sobre o livro de poemas “Vários Ovários”, publicado pela valente editora independente Edith.

Entrevista – Everardo Norões

Entrevista com o escritor Everardo Norões, realizada em dezembro de 2014.

Entrevista – Helder Santos

Entrevista com o escritor Helder Santos sobre o livro “Raiar”.

Entrevista – Marcelo Ferroni

Entrevista com o escritor Marcelo Ferroni sobre o livro “Das paredes, meu amor, os escravos nos contemplam”.

Entrevista – Cristovão Tezza

Entrevista com o escritor Cristovão Tezza sobre o romance O filho eterno, realizada em 2009.

Entrevista – Micheliny Verunschk

Entrevista com a escritora Micheliny Verunschk, realizada em novembro de 2014. Aqui ela responde a perguntas sobre os livros “Geografia íntima do deserto”, “O Observador e o nada”, “A cartografia da noite” e “Nossa Teresa”

Entrevista – Ronaldo Correia de Brito

Entrevista com o escritor Ronaldo Correia de Brito, realizada em outubro de 2014.

Lições de Aurora

Aos poucos, enquanto a coloco para dormir, tenho conversado com ela e venho descobrindo que quem vai ensinar alguma coisa ao outro nessa jornada é ela.

Relatos de um leitor (2012)

Você é aquilo que lê. E lê aquilo que é. Os rumos da vida influenciam as leituras e elas modificam a vida. Assim, como não poderia deixar de ser, este relato de 2012 é reflexo do meu projeto de mestrado, onde pesquiso produções narrativas criadas e veiculadas na internet.

A porta

Com o ouvido rente à porta, tentava captar alguma pista. Que novidade se abriria ali, quando alguém girasse a maçaneta? Pensou que toda porta tem em si um mistério. E muitas vezes um encontro.

A duração do sorriso

Hoje o porta-retrato está enferrujado, empoeirado, perdido no meio de pilhas de papel em cima da minha mesa. Mas a gente continua sorrindo.

Ardente serenidade – Tiago Maranhão


Por detrás da onomatopeia para a queda, explosão ou disparo, Aurélio refletia sobre aquela famosa ventosidade anal acompanhada de ruído.

Quarto de Hóspedes | Manipulador de abstrações – Tiago Maranhão


No início Deco achava que poderia ser interessante viver sozinho, no seu canto, apenas com os vizinhos por perto.

Umbigocêntrico | Como evitar um livro ruim?


Desconfie de títulos metidos a polêmicos e a engraçadinhos, capas com detalhes em ouro ou que lhe desperte uma sensação de fofura.

Umbigocêntrico | O que fazer com um livro ruim?


Depois de trinta páginas sem encontrar qualquer indício literário, então, meu velho, o jeito é desistir mesmo e tentar achar utilidade pra ele.

Na contramão do mercado

Rádio Londres, Mundaréu e Poetisa resistem à tendência editorial brasileira e investem em lançamentos de publicações no formato impresso

Raimundo Carrero lança O senhor agora vai mudar de corpo

Raimundo Carrero lança seu novo romance: “O senhor agora vai mudar de corpo”, mistura entre biografia, ficção, baseado nas lembranças do AVC

Kaputt – Eloar Guazzelli

O ilustrador gaúcho Eloar Guazzelli lança versão em quadrinhos do livro Kaputt, um relato sobre a Segunda Guerra Mundial do italiano Curzio Malaparte (1898-1957), publicado em 1944.

O boxeador polaco de Eduardo Halfon chega ao Brasil

Editora Rocco lança “O boxeador polaco”, reunião de contos do autor guatemalteco Eduardo Halfon, pelo selo Otra Língua

Star Wars: Expectativa que vai além das estrelas

A preparação para o sétimo filme da franquia Guerra nas Estrelas acontece com o lançamento do livro “Star Wars: a trilogia”, pela editora Darkside

O espaço do livro digital

Projetos independentes que se desenvolveram na Internet, como a Cesárea e a e-galáxia, desafiam a lógica do mercado editorial contemporâneo

Poesia vende?

Entre 2007 e 2011, houve uma queda de quase 10 milhões de leitores de poesia, segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil. Os números de público e desempenho comercial ajudam a traduzir o desprestígio da poesia no meio literário.

Nas entrelinhas da História

A invenção e a imaginação conviviam ao lado dos fatos verídicos nos relatos de viagem, passavam por verdade de acordo com a capacidade retórica do autor em construir uma narrativa coerente.

Teaser: Revista Vacatussa 10

Edição especial da Revista Vacatussa, onde o processo foi de composição foi invertido. Desta vez, os escritores foram convidados para escrever a partir das ilustrações. Na lista dos ilustradores estão Christiano Mascaro, Daniel Edmundson, Derlon Almeida, o artista plástico Gil Vicente, Gio Simões Glasner, João Lin, Keops Ferraz, Leugim (heterônimo da mão direita do cartunista Miguel Falcão), Neilton Carvalho e Ricardo Cavani Rosas. A partir do trabalho deles, surgiram as histórias e versos criados, respectivamente, por Joana Rozowykwiat, Adelaide Ivánova, Lulina, Tatiana Maciel, Julieta Jacob, Helder Santos, Helder Herik, Marcelo Mário de Melo, Marcelo Coutinho e o escritor Ronaldo Correia de Brito.

Morte e vida Severina

A adaptação para os quadrinhos de “Morte e Vida Severina” de João Cabral de Melo Neto feita por Miguel Falcão virou animação com direção de Afonso Serpa.

Booktrailer – Entre moscas

Booktrailer do livro Entre Moscas.

Teaser: Revista Vacatussa #9

A edição do “futuro” estará disponível a partir do dia 16 de dezembro de 2014. Textos de Bruno Liberal, Conrado Falbo, Débora Ferraz, Deco Vicente, Joana Rozowykwiat, João Paulo Parisio, Mário Lins, Nivaldo Tenório, Thiago Corrêa e Samarone Lima.

Miró apresenta Mariana de Matos

Mariana de Matos é uma artista mineira que veio a Recife para lançar seu livro Meu corpo é um esconderijo. Ao mostrar seu livro ao poeta marginal Miró, ganhou seu carinho, admiração e apoio.

Micheliny Verunschk interpreta O observador e o nada

A poeta Micheliny Verusnchk encena seu livro O Observador e o nada, com direção de Alberto Guzik e participação especial do músico Edinho Almeida.

Só dez por cento é mentira

Documentário “Só dez por cento é mentira”, sobre o poeta Manoel de Barros.

Recife, cidade roubada

Curta “Recife, cidade roubada”, produzido pelo Movimento Ocupe Estelita.

http://www.vacatussa.com/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css