Posts recentes de Todas as categorias

Amazon no Brasil

Depois de tanta falação, a Amazon finalmente chegou ao Brasil. Na verdade,...

Dossiê: Samarone Lima

Tudo sobre a obra do escritor Samarone Lima. Aqui você encontra críticas de livros, entrevista e jogos temáticos sobre a vida e a obra do autor.

Caça-palavras – Samarone Lima

Jogo caça-palavras temático sobre a vida e a obra de Samarone Lima

Entrevista – Samarone Lima

Entrevista com o jornalista, cronista e poeta Samarone Lima.

O aquário desenterrado – Samarone Lima

Em linguagem concisa e seguindo a trilha do melhor da nossa poesia – Drummond e Bandeira vêm à mente – temas como família, corpo e memória são privilegiados.

Tempo de Vidro e A praça azul – Samarone Lima

Tempo de Vidro é um poema longo, dividido em capítulos, de teor biográfico; A praça azul é uma coletânea de poesias que se referem ao passado, à família, à história, pessoal e coletiva.

Zé – Samarone Lima

O livro registra a trajetória do mineiro José Carlos da Mata Machado, militante político, membro da Ação Popular, que foi preso, torturado e assassinado no Doi-Codi do Recife.

  • Colunas
  • Críticas
  • Ensaios & Artigos
  • Entrevistas
  • Ficção & Poesia
  • Reportagens
  • Vídeo

Indignação

Em Indignação, Philip Roth conta a história de Marcus. Ao contrário de...

Iracema

(Crônica publicada pela primeira em 2011 pelo site Outros...

O peso II

II   Ele faz legal com o dedo. Retorno mostrando um bolinho de moedas....

A segunda visita dos Mórmons

No quarto, acabara de acordar de uma soneca. Ao lado da cama, o livro...

25 de Abril

(Crônica publicada na saudosa revista Eita! 6, editada pela Fundação de...

Nêmesis

A dispensa do serviço militar, depois dos ataques a Pearl Harbor, o faz se...

Iniciação ao romance

Faz muito tempo, comecei a escrever um romance. Dia desses, revirando minhas...

O peso

I  O velho quase arrebenta o mar de músculos. Também estica a cara...

O aquário desenterrado – Samarone Lima

Em linguagem concisa e seguindo a trilha do melhor da nossa poesia – Drummond e Bandeira vêm à mente – temas como família, corpo e memória são privilegiados.

Tempo de Vidro e A praça azul – Samarone Lima

Tempo de Vidro é um poema longo, dividido em capítulos, de teor biográfico; A praça azul é uma coletânea de poesias que se referem ao passado, à família, à história, pessoal e coletiva.

Zé – Samarone Lima

O livro registra a trajetória do mineiro José Carlos da Mata Machado, militante político, membro da Ação Popular, que foi preso, torturado e assassinado no Doi-Codi do Recife.

Estuário – Samarone Lima

Coletânea que reúne 92 crônicas escritas nos anos de 2004 e 2005 primeiramente para a coluna Estuário no portal JC OnLine, que deu origem ao site pessoal do autor (www.estuario.com.br). O livro teve sua primeira edição lançada pela Livro Rápido na Bienal do Livro de Pernambuco em 2005 e depois ganhou 2ª edição pela Bagaço em 2006.

Nossos ossos – Marcelino Freire

Com fortes tons autobiográficos, a novela conta a trajetória de vida de Heleno, sertanejo pernambucano que se consolida em São Paulo como dramaturgo e entra em crise ao saber que um dos seus amantes foi assassinado.

Amar é crime – Marcelino Freire

Os contos falam sobre pessoas à margem, vozes que geralmente não possuem força ou representatividade política. O autor observa personagens que enfrentam morte, dor, partida; perda e desespero como recorrências simbólicas.

BaléRalé – Marcelino Freire

Através de contos que focam majoritariamente nas relações familiares e na homossexualidade, o autor expõe problemas de violência, incapacidade de compreensão do outro e preconceito.

Contos Negreiros – Marcelino Freire

Assim como as outras obras do autor, o livro foca em personagens em situações de risco. A diferença é que, em Contos Negreiros, o autor dá uma perspectiva histórica aos problemas sociais, através de links com a escravidão e o processo de colonização do país. O livro ganhou o Prêmio Jabuti, na categoria contos, em 2006.

Meu amigo Cthulhu (Notas sobre literatura e ideologia)

(Ensaio publicado originalmente na Revista Cesárea)   Volta e meia,...

O movimento armorial na literatura

Em 2010, fui convidado pela Revista Continente para participar da edição...

Narrativa transmídia na Marvel

A estratégia de narrativa transmídia da Marvel no seriado Agents of SHIELD e nos filmes Os Vingadores, Hulk, Capitão América, Thor e Homem-de-Ferro.

José Luiz Passos e o seu Romance com pessoas – Anco Márcio Tenório Vieira

Do ponto de vista da construção dos personagens romanescos, o autor analisa a superação que Machado promoveu em relação aos seus contemporâneos (românticos, realistas e naturalistas) ao ler criticamente a tradição literária ocidental e ocidentalizada.

As paredes em torno de Carneiro Vilela

Por ocasião do seu centenário de morte, completados sem muito alarde no último 1 de julho, parte do legado construído por Carneiro Vilela passou a emergir com a publicação dos seus escritos. Primeiro com Cartas sem arte (Ed. Universitária da UFPE, lançado no fim de 2012) e agora com a reedição de seu livro mais famoso, o romance A emparedada da Rua Nova, que chega à 5ª edição através da Cepe

As fronteiras da língua

Na prática, ao mesmo tempo em que partem de divisões estáticas e já estabelecidas como as geográficas, os dicionários estabelecem fronteiras de ordem cultural, na tentativa de revelar as diferenças do país através das palavras.

E eu ali, todo quieto? (Sobre Bernardo Brayner)

Alguns escritores genuinamente fracos procuraram a glória literária através das falsificações; outros, talentosos, descobrem seu real potencial criador pondo uma máscara em cena e este é o caso de Bernardo Brayner

Sick-lit: A febre que passa

Junto com As vantagens de ser invisível, A culpa é das estrelas encabeça um fenômeno editorial que ganhou o nome de sick-lit. Em bom português o termo significa algo como literatura doente. Cunhado pelo tabloide britânico Daily Mail, o rótulo sick-lit foi usado para englobar um conjunto de títulos voltados ao público adolescente, onde os jovens personagens enfrentam problemas da vida real num cardápio que, a exemplo das obras de Chbosky e Green, vai do bullying ao abuso sexual, de doenças terminais a casos de suicídio.

Entrevista – Samarone Lima

Entrevista com o jornalista, cronista e poeta Samarone Lima.

Movimento Armorial: Entrevista – Carlos Newton Júnior (2010)

Datas redondas são um dos ganchos mais usados no jornalismo para relembrar...

Entrevista – Ariano Suassuna (2010)

Em 2010, a Revista Continente preparou um especial para comemorar os 40...

Entrevista – Marcelino Freire

Entrevista com o escritor Marcelino Freire sobre os livros AcRústico, Angu de Sangue, BaléRalé, Contos Negreiros, Rasif, Amar é crime e Nossos Ossos.

Entrevista – Sidney Rocha

Entrevista com o escritor Sidney Rocha, onde ele fala sobre o romance Sofia (1994) e os volumes de contos Matriuska (2009) e O destino das metáforas (2011)

Entrevista – Anco Márcio Tenório Vieira

Entrevista com o professor Anco Márcio Tenório Vieira sobre o escritor Carneiro Vilela e o romance A emparedada da Rua Nova

Entrevista – Fred Navarro

Fred Navarro é um pernambucano, cresceu numa casa no bairro de Campo Grande. Já formado em jornalismo, arrumou as malas e resolveu migrar para São Paulo onde foi trabalhar na revista IstoÉ. Lá, no convívio com os colegas de redação, ele se descobriu diferente. As palavras que ouviu da sua babá e aprendeu a usar para se comunicar nas suas brincadeiras de menino, passaram a ser motivo de risadas no trabalho. A partir de então, ele adquiriu um novo hábito, passou a colecionar palavras

Ronaldo Correia de Brito – Retratos Imorais [16.08.2010]

Entrevista feita por Thiago Corrêa sobre o livro Retratos Imorais com o...

Relatos de um leitor (2012)

Você é aquilo que lê. E lê aquilo que é. Os rumos da vida influenciam as leituras e elas modificam a vida. Assim, como não poderia deixar de ser, este relato de 2012 é reflexo do meu projeto de mestrado, onde pesquiso produções narrativas criadas e veiculadas na internet.

A porta

Com o ouvido rente à porta, tentava captar alguma pista. Que novidade se abriria ali, quando alguém girasse a maçaneta? Pensou que toda porta tem em si um mistério. E muitas vezes um encontro.

A duração do sorriso

Hoje o porta-retrato está enferrujado, empoeirado, perdido no meio de pilhas de papel em cima da minha mesa. Mas a gente continua sorrindo.

Ardente serenidade – Tiago Maranhão


Por detrás da onomatopeia para a queda, explosão ou disparo, Aurélio refletia sobre aquela famosa ventosidade anal acompanhada de ruído.

Quarto de Hóspedes | Manipulador de abstrações – Tiago Maranhão


No início Deco achava que poderia ser interessante viver sozinho, no seu canto, apenas com os vizinhos por perto.

Umbigocêntrico | Como evitar um livro ruim?


Desconfie de títulos metidos a polêmicos e a engraçadinhos, capas com detalhes em ouro ou que lhe desperte uma sensação de fofura.

Umbigocêntrico | O que fazer com um livro ruim?


Depois de trinta páginas sem encontrar qualquer indício literário, então, meu velho, o jeito é desistir mesmo e tentar achar utilidade pra ele.

Umbigocêntrico | Por que ler um livro ruim?


Não deixa de ser atraente perceber a trajetória daquele escritor, tentar entender sua obra como um todo e não através de partes isoladas.

Movimento Armorial: O folheto de cordel é fonte de inspiração

Datas redondas são um dos ganchos mais usados no jornalismo para relembrar...

Movimento Armorial 40 anos depois

Datas redondas são um dos ganchos mais usados no jornalismo para relembrar...

O jumento sedutor, o livro inédito de Ariano Suassuna

Em dezembro de 2010, nos meus últimos suspiros na redação do Diario de...

Chamada ao piano, aula-espetáculo de Ariano Suassuna

Em 2010, quando ainda trabalhava no Diario de Pernambuco, escrevi essa...

A cadência, o castelo e a cantoria, aula-espetáculo de Ariano Suassuna

Até hoje, o período que eu mais trabalhei na vida foi em julho de 2008,...

Teaser: Maçã Agreste – Raimundo Carrero (Parte 2)

Como estratégia de divulgação da nova edição de Maçã Agreste de...

Teaser: Maçã Agreste – Raimundo Carrero (Parte 1)

Como estratégia de divulgação da nova edição de Maçã Agreste de...

Curta: Homo Erectus – Rodrigo Burdman

Adaptação do conto Homo Erectus, de Marcelino Freire. A animação é...

Teaser do livro: Inquebrável, Estelita para cima

A Mariposa Cartonera lança nesse domingo, dia 6 de julho, a antologia...

Curta Em Trânsito, de Marcelo Pedroso

Em apoio ao Movimento Ocupe Estelita, o curta-metragem Em trânsito, dirigido por Marcelo Pedroso, foi compartilhado na internet. O curta, que teve sua estreia no Festival Janela Internacional de Cinema de 2013, venceu os prêmios de Melhor Curta Brasileiro, Prêmio Janela Crítica e Prêmio FEPEC.

Marco Polo recita Miró nos 5 anos de Sarau Plural

No aniversário de 5 anos de Sarau Plural, o poeta Marco Polo Guimarães...

http://www.vacatussa.com/wp-content/plugins/wp-accessibility/toolbar/css/a11y-contrast.css