Ah, Recife – Valmir Jordão

0

Dizem os bardos que uma cidade

é feita

de homens,

com várias mãos

e

o sentimento do mundo.

 

Assim Recife nasceu no cais

de um azul marinho e celestial,

onde suas artérias evocam:

 

Aurora, Saudade, Concórdia,

Soledade,

União, Prazeres, Alegria e Glória.

 

Mas nos deixa no chão,

atolados na lama

de sua indiferença aluviônica:

 

a ver navios com suas hordas

invasoras

e o Atlântico

como possibilidade

de saída…

 

Valmir Jordão nasceu em Recife-PE, em 1961. É performer, oficineiro e poeta oriundo do Movimento dos Escritores Independentes, 1981. Publicou: Sobre Vivências (Ed. Pirata, 1982), Antípoda (Escalafobética, 1990), Hai Kaindo na Real & Outros Poemas (Escalafobética, 2008) e Poemas Diversos (Escalafobética, 2013), entre outros.

Compartilhe

Sobre o autor

Comente!