Câmera moderna – Lulina

0

A verdade
de tão brilhante
cega
quem a enxerga

A manada
de tão vibrante
erra
quando está certa

Em disparada
Ofuscada
Esbraveja
Segurando

Desculpe
Não entendi o que estão dizendo

Distraídos
Apontam extasiados
Para suas descobertas

Imagens tremidas
Registros ruins
De uma câmera moderna

Compartilhe

Sobre o autor

Lulina nasceu no Recife-PE, 1979. É publicitária, compositora e cantora, com 2 discos pela gravadora Yb. Participou da Coletânea Antônio Maria de Crônicas (2010) e da exposição Poesia Agora – Museu da Língua Portuguesa (SP, 2015).

Comente!