Revista #1 | Manifesto

0

Manifesto

A vaca está tossindo. Engasgou-se com as porcarias que lhe deram para comer, assistir, ler, ouvir. Agora ela tosse, num misto de nojo e orgulho, expele das entranhas os padrões e métodos enlatados do não-pensar.

A vaca cansou de revoltar-se sozinha no estábulo, chega de ruminações, a vaca agora tosse, tuberculosa, escarrando catarro ensangüentado, querendo contaminar o mundo de idéias, fazendo uma história diferente das que estão na TV.

O asqueroso vírus de subversão digital está vagando pela Internet, desobstruindo a futilidade do Orkut, dos blogs e fotologs, infectando a sua cabeça, multiplicando as maneiras do ver e pensar.

Nós já fomos contaminados, o vírus está em nosso cérebro, nossos pulmões estão cheios de repulsa, idéias e palavras.

Apesar do catarro, não temos identidade estética, não seguimos uma linha. Somos tronchos, independentes, fazemos o que der vontade. Viva a diversidade, viva os palavrões. Chega do conformismo, queremos a volta da consciência política, somos anti-religião, contra o politicamente correto.

Sabemos ler e escrever, só isso. Mas antes que alguém pergunte, sim, nós somos estúpidos o bastante para acreditar.

Compartilhe

Sobre o autor

Comente!