Torcendo pelo seu sucesso – Aymmar Rodriguez

0

Seguiram caminhos diferentes, mas continuavam amicíssimas. Ora, o que é um amigo senão um irmão que escolhemos ter? Dannielly Bombom a-do-ra-va Solange Axé, e Solange… Bem, Solange tinha algumas pendências antigas mas também a-do-ra-va Danni. Por isso mesmo ofereceu um day spa completo para ela no seu salão cinco estrelas, frequentado pela elite dos afrodescendentes de toda a região. Era um momento especialíssimo: em breve Danni ficaria confinada no BBB, ia virar celebridade. Vinha de uma família de quase-famosas: a avó já tinha posado para Di Cavalcanti, a mãe fora mulata de Sargentelli e uma irmã já foi cara de uma campanha da Embratur. Agora Dannielly tinha a incumbência de ser famosa por inteiro. Depois de muitas tentativas finalmente seria a negona superpoderosa do Big Brother. Pelo lado de Solange, a coisa era menos artística, sua família sempre fora de comerciantes e empreendedores. Ela, por exemplo, aos dezoitos anos já tinha seu próprio salão de beleza. Aos vinte e cinco era dona de tudo isso aqui: uma luxuosa clínica estética de dois andares, referência em tratamentos de vanguarda e equipamentos de ponta. Querida, hoje será um dia superrrr especial para você. Vai chegar arrasando no Big Brother. Quero abalar, nêga. E vai, meu bem, e vai. Olha, primeiro vamos cuidar do corpo, depois do rosto e do cabelo. A própria Solange ia comandar pessoalmente o day spa da amiga, dispensou as ajudantes. Vestiu as luvas e lhe deu uma massagem esfoliante com todos os ácidos que seriam seus cúmplices: ascórbico, azeláico, glicólico, kójico e retinóico. Isso aqui, sua vadia, é pelos namorados que você me roubou. Ui, Sô, tá pinicando. Ah é assim mesmo, meu bem. Não existe beleza sem sofrimento. Depois lhe deu um chazinho com um sossega leão dentro. Isso aqui, sua nojenta, é pelas minhas joias que você roubou e depois disse que foi minha irmã. Esse chá é desintoxicante, beba tudinho, querida. Depois que a outra ficou meio zonza, Solange mergulhou Danny, a gostosona, num banho com 25% de arbutin junto com umas ervas que conhecia e o despigmentador que um amigo químico lhe indicou. Isso aqui, sua vaca, é pelo boato que você inventou e que quase me levou à falência. Deixou Dannielly Bombom dormindo na banheira, sonhando com seu sucesso. Quando achou que já era hora Solange deu um gritinho: amigaaaaa. Meu Deus meu Deus. Você deve ser alérgica a algum produto. Do pescoço pra cima, Danni continuava negra. Do pescoço pra baixo, estava albina.

Aymmar Rodriguéz nasceu numa das brenhas do rio Jundiaí (SP), em 1985. Reside no Recife. Publicou os livros Pornópolis (contos) e Baba de moço (poesia) pela Livrinho de Papel Finíssimo Editora, e Atirem a pedra (poesia) que faz parte da antologia Tríade, junto com Raimundo de Moraes e Semíramis. E-mail: babecomigo@gmail.com

Compartilhe

Sobre o autor

Comente!