Vencedores e finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura

0

Prêmio São Paulo de Literatura 2015

Livro do ano – categoria autor

Finalistas: A primeira história do mundo – Alberto Mussa (Record); F – Antônio Xerxenesky (Rocco); O irmão alemão – Chico Buarque (Companhia das Letras); O professor – Cristovão Tezza (Record); Tempo de espalhar pedras – Estevão Azevedo (Cosas Naify); Os piores dias da minha vida foram todos – Evandro Affonso Ferreira (Record); O oitavo selo – Heloisa Seixas (Cosac Naify); Caderno de um ausente – João Anzanello Carrascoza (Cosac Naify); Mil rosas roubadas – Silviano Santiago (Companhia das Letras); A cabeça do santo – Socorro Acioli (Companhia das Letras).

Livro do ano – categoria autor estreante com mais de 40 anos

Finalistas: Bonecas russas – Eliana Cardoso (Companhia das Letras); Fernando Pessoa, o cavaleiro de nada – Elisa Lucinda (Record); O cisne e o aviador – Heliete Vaisman (Rocco); Nossa Teresa – vida e morte de uma santa suicida – Micheliny Verunschk (Patuá); Tempos extremos – Míriam Leitão (Intrínseca); O trovador – Rodrigo Garcia Lopes (Record); Contagem regressiva – Vanessa Maranha (Selo Off Flip).

Livro do ano – categoria autor estreante com até 40 anos

Finalistas: O doente – André Viana (Cosac Naify); Samba sem mim – Caio Yurgel (Saraiva – Benvirá); Enquanto deus não está olhando – Débora Ferraz (Record); O outro lado da sombra – Mariana Portella (Rocco).

Prêmio São Paulo de Literatura 2014

Livro do ano – categoria autor

Vencedor:

Anel de vidro – Ana Luísa Escorel (Azul)

FinalistasHanói – Adriana Lisboa (Alfaguara); Lívia e o cemitério africano – Alberto Martins (Editora 34); Reprodução – Bernardo Carvalho (Companhia das Letras); A cidade, o inquisidor e os ordinários – Carlos de Brito e Mello (Companhia das Letras); A tristeza extraordinária do Leopardo-das-neves – Joca Reiners Terron (Companhia das Letras); O bibliotecário do Imperador – Marco Lucchesi (Globo); A maçã envenenada – Michel Laub (Companhia das Letras); A República das Abelhas – Rodrigo Lacerda (Companhia das Letras); O drible – Sérgio Rodrigues (Companhia das Letras).

Livro do ano – categoria autor estreante com mais de 40 anos

Vencedor:

Opisanie swiata – Verônica Stigger (Cosac Naify)

Finalistas: Barreira – Amilcar Bettega (Companhia das Letras); Pessoas que passam pelos sonhos – Cadão Volpato (Cosac Naify); Nossos ossos – Marcelino Freire (Record); O frio aqui fora – Flavio Cafiero (Cosac Naify); Aos 7 e aos 40 – João Anzanello Carrascoza (Cosac Naify); Na Escuridão, amanhã – Rogerio Pereira (Cosac Naify).

Livro do ano – categoria autor estreante com até 40 anos

Vencedor:

O evangelho segundo Hitler – Marcos Peres (Record)

Finalistas: Olhos de bicho – Ieda Magri (Rocco); Esquilos de Pavlov – Laura Erber (Alfaguara/Objetiva).

 

Prêmio São Paulo de Literatura 2013

 

Livro do ano – categoria autor

Vencedor:

Barba ensopada de sangue – Daniel Galera (Companhia das Letras)

FinalistasO que deu para fazer em matéria de história de amor – Elvira Vigna (Companhia das Letras); O mendigo que sabia de cor os adágios de Erasmo Rotterdam – Evandro Affonso Ferreira (Record); Caderno de ruminações – Francisco J.C. Dantas (Objetiva); O sonâmbulo amador – José Luiz Passos (Objetiva); A máquina de madeira – Miguel Sanches Neto (Companhia das Letras); O céu dos suicidas – Ricardo Lísias (Objetiva); Estive lá fora – Ronaldo Correia de Brito (Objetiva); Big Jato – Xico Sá (Companhia das Letras); Sagrada família – Zuenir Ventura (Objetiva).

Livro do ano – categoria autor estreante com mais de 40 anos

Vencedor:

Desnorteio – Paula Fábrio (Patuá)

Finalistas: As visitas que hoje estamos – Antonio Geraldo Figueiredo Ferreira (Iluminuras); O segredo do oratório – Luize Valente (Record); Quando ia me esquecendo de você – Maria Silvia de Souza Camargo (7 Letras); Por que os ponchos são negros? – Roberto Schaan Ferreira (Editora da Cidade); O homem que não sabia contar histórias – Rodrigo Fonseca Barbosa (Record).

Livro do ano – categoria autor estreante com até 40 anos

Vencedor:

Antiterapias – Jacques Fux (Scriptum)

Finalistas: A condessa de Picaçurova – Antônio Salvador (Prólogo); Quiçá – Luisa Geisler (Record); Suicidas – Raphael Montes de Carvalho (Benvirá)

 

Prêmio São Paulo de Literatura 2012

 

Livro do ano – categoria autor

Vencedor:

Vermelho amargo – Bartolomeu Campos de Queirós (Cosac Naify)

FinalistasA vendedora de fósforos – Adriana Lunardi (Rocco); Herança de Maria – Domingos Pellegrini (Leya); Don Solidon – Hélio Pólvora (Casarão do Verbo); Domingos sem deus – Luiz Ruffato (Record); Perdição – Luiz Vilela (Record); Diário da queda – Michel Laub (Companhia das Letras); Habitante irreal – Paulo Scott (Alfaguara); Em nome do pai dos burros – Silvio Lancellotti (Global); Dois rios – Tatiana Salem Levy (Record).

Livro do ano – categoria autor estreante

Vencedor:

Os hungareses – Suzana Montoro (Ofício das Palavras)

Finalistas: Atado de ervas – Ana Mariano (L&PM); K. – Bernardo Kucinski (Expressão Popular); O estranho no corredor – Chico Lopes (Editora 34); Fita azul – Edmar Monteiro Filho (Babel); Uma duas – Eliane Brum (Leya); Procura do romance – Julián Fuks (Record); O passeador – Luciana Hidalgo (Rocco); As memórias de Eugênia – Marcos Bagno (Positivo); Luzia – Susana Fuentes (7 Letras).

 

Prêmio São Paulo de Literatura 2011

 

Livro do ano – categoria autor

Vencedor:

Passageiro do fim do dia – Rubens Figueiredo (Companhia das Letras)

FinalistasAzul-corvo – Adriana Lisboa (Rocco); Paisagem com dromedário – Carola Saavedra (Companhia das Letras); Minha mãe se matou sem dizer adeus – Evandro Affonso Ferreira (Record); Do fundo do poço se vê a lua – Joca Reiners Terron (Companhia das Letras); Bolero de Ravel – Menalton Braff (Global); Chá das cinco com o vampiro – Miguel Sanches Neto (Objetiva); Poeira: demônios e maldições – Nelson de Oliveira (Língua Geral); Traduzindo Hannah – Ronaldo Wrobel (Record); Os negócios extraordinários de um certo Juca Peralta – Sérgio Mudado (Crisálida).

Livro do ano – categoria autor estreante

Vencedor:

Método prático da guerrilha – Marcelo Ferroni (Companhia das Letras)

Finalistas: Os Malaquias – Andréa del Fuego (Língua Geral); Perácio: relato psicótico – Bráulio Mantovani (Leya); A ilusão da alma: biografia de uma ideia fixa – Eduardo Giannetti (Companhia das Letras); Prosa de papagaio – Gabriela Guimarães Gazzinelli (Record); Inúteis luas obscenas – Hélio Pólvora (Casarão do Verbo); Manhã do Brasil – Luis Alberto Brandão (Scipione); Os unicórnios – Marcelo Cid (7 Letras); O dom do crime – Marco Lucchesi (Record); Lugar – Reni Adriano (Tinta Negra).

 

Prêmio São Paulo de Literatura 2010

 

Livro do ano – categoria autor

Vencedor:

A minha alma é irmã de deus – Raimundo Carrero (Record)

FinalistasO filho da mãe – Bernardo Carvalho (Companhia das Letras); Leite derramado – Chico Buarque (Companhia das Letras); O albatroz azul – João Ubaldo Ribeiro (Nova Fronteira); Estive em Lisboa e lembrei de você – Luiz Ruffato (Companhia das Letras); AvóDezanove e o segredo do soviético – Ondjaki (Companhia das Letras); As vozes do sótão – Paulo Rodrigues (Cosac Naify); Pornopopeia – Reinaldo Moraes (Objetiva); O livro dos mandarins – Ricardo Lísias (Alfaguara); Outra vida – Rodrigo Lacerda (Alfaguara).

Livro do ano – categoria autor estreante

Vencedor:

Se eu fechar os olhos agora – Edney Silvestre (Record)

Finalistas: A morte de Paula D. – Brisa Paim Duarte (Edufal); A passagem tensa dos corpos – Carlos de Brito e Mello (Companhia das Letras); Sinuca embaixo d’água – Carol Bensimon (Companhia das Letras); Sanga menor – Cíntia Lacroix (Dublinense); Mundos de Eufrásia – Claudia Lage (Record); Hotel Novo Mundo – Ivana Arruda Leite (Editora 34); Immaculada – Ivone Castilho Benedetti (WMF Martins Fontes); Cisão – Lívia Sganzerla Jappe (7 Letras); Ciranda de nós – Maria Carolina Maia (Grua Livros).

 

Prêmio São Paulo de Literatura 2009

 

Livro do ano – categoria autor

Vencedor:

Galileia – Ronaldo Correia de Brito (Alfaguara)

FinalistasFlores azuis – Carola Saavedra (Companhia das Letras); Acenos e afagos – João Gilberto Noll (Record); A viagem do elefante – José Saramago (Companhia das Letras); Milamor – Livia Garcia-Roza (Record); O livro dos nomes – Maria Esther Maciel (Companhia das Letras); Órfãos do Eldorado – Milton Hatoum (Companhia das Letras); Manual da paixão solitária – Moacyr Scliar (Companhia das Letras); Heranças – Silviano Santiago (Rocco); O ciclista – Walther Moreira Santos (Autêntica).

Livro do ano – categoria autor estreante

Vencedor:

A parede no escuro – Altair Martins (Record)

Finalistas: O conto do amor – Contardo Calligaris (Companhia das Letras); Nunca o nome do menino (Terceiro nome); O arroz de palma – Francisco Azevedo (Record); Imóbile – Javier Arancibia Contreras (7 Letras); Peixe morto – Marcus Vinicius de Freitas (Autêntica); O mundo segundo Laura Ni – Maria Cecília Gomes dos Reis (Editora 34); Rita no pomar – Rinaldo Fernandes (7 Letras); Zé, Mizé, camarada André – Sérgio Guimarães (Record); O verão de Chibo – Vanessa Barbara e Emilio Fraia (Objetiva).

 

Prêmio São Paulo de Literatura 2008

 

Livro do ano – categoria autor

Vencedor:

O filho eterno – Cristovão Tezza (Record)

FinalistasAntonio – Beatriz Bracher (Editora 34); O sol se põe em São Paulo – Bernardo Carvalho (Companhia das Letras); A muralha de Adriano – Menalton Braff (Bertrand Brasil); A copista de Kafka – Wilson Bueno (Planeta do Brasil).

Livro do ano – categoria autor estreante

Vencedor:

A chave de casa – Tatiana Salem Levy (Record)

Finalistas: Lugares que não conheço pessoas que nunca vi – Cecília Giannetti (Agir); Desamores – Eduardo Baszczyn (7 Letras); Estado vegetativo – Tiago Novaes (Callis); Casa entre vértebras – Wesley Peres (Record).

Compartilhe

Sobre o autor

Jornalista e mestre em Teoria da Literatura pela UFPE, onde desenvolveu pesquisa sobre narrativa em literatura eletrônica. É um dos fundadores do Vacatussa, integrou a equipe do programa de rádio Café Colombo, passou pelas redações dos jornais Folha de Pernambuco e Diario de Pernambuco.

Comente!