Folha de Pernambuco – Programa – 25.02.2008

0

Folha de Pernambuco – Programa – 25.02.2008
http://www.folhape.com.br/folhape/materia.asp?data_edicao=25/02/2008&mat=83183

Para discutir, comentar…. e divulgar literatura
Recife também possui esses encontros intelectuais

Os amantes da literatura, há muito, se reunem em grupos seja para discutir outros autores, para comentar e divulgar a própria produção ou ainda para debater as idéias e acontecimentos de sua época. Um desses grupos mais célebres foi o círculo de intelectuais “Bloomsburry”, que reuniu no início do século, na Inglaterra, nomes como os dos escritores Virginia Woolf, E. M. Forster e Mary (Molly) MacCarthy, do economista John Maynard Keynes e dos críticos de literatura Desmond MacCarthy  e Leonard Woolf.

Recife também possuiu seus círculos de escritores e debatedores, sendo o mais conhecido o formado pela chamada  “Geração de 65”. Nascido do “Grupo de Jaboatão”, dos poetas  Jaci Bezerra e Alberto da Cunha Melo, o coletivo cresceu, agregando nomes como o de César Leal e Elói Melo. “O grupo é fundamental, é básico na vida do artista porque serve para sedimentar interesses, valores e, sobre tudo, estéticas”, afirma o escritor Raimundo Carrero. Hoje são os grupos “Vacatussa” e “Nós Pós” que mais se destacam tentando movimentar a cena literária de Pernambuco através de eventos, sites e publicações. Os dois grupos guardam muitas semelhanças, sendo formado por novos talentos da escrita ainda desconhecidos do público. A proposta do “Nós Pós”, segundo seu idealizador Artur Rogério, surgiu após temporada em São Paulo, onde as “baladas literárias” são mais conhecidas e disputadas. “Nossa intenção é popularizar a produção de escritores novos e ampliar o debate literário”, explica Artur. Ao todo, o grupo é formado por oito integrantes fixos, promovendo dois encontros abertos ao público por mês, quando um time de escritores é convocado para mostrar seu trabalho.

“Não usamos a palavra ‘recital’ porque procuramos unir todos os gêneros, prosa, poesia e textos acadêmicos, além de outras linguagens como a do teatro e da dança”, comenta Artur. No último encontro, promovido na terça-feira, 19, o “Nós Pós” contou com a apresentação do ator Kléber Lourenço, interpretando o texto do escritor Marcelino Freire.  Também é iniciativa do grupo a publicação da revista “Pó!” cujo primeiro número será lançado no mês de março. “Cada edição terá seu projeto gráfico assinado por um artista visual, seja fotógrafo, desenhista ou design e será vendida a preço mínimo”, afirmou Artur. Para quem quiser conferir o trabalho deles, o próximo encontro será dia 12, no bar Burburinho, a partir das 20h, trazendo os escritores Camilo Benjamim, Leonardo de Souza e Bruno Piffardini, entre outros.

O grupo “Vacatussa” foi fundado em maio de 2004, por ex-integrantes da oficina de Raimundo Carrero, quando se reunia semanalmente para produzir e debater literatura. Hoje, o grupo formado pelos escritores Thiago Corrêa, Joana Rozowykwiat, Aline Arroxelas e Mário Lins se reúne apenas virtualmente através de uma lista de discussão e do site “www.vacatussa.com”. No endereço, o leitor encontra a produção dos integrantes, dos autores convidados para a seção “Quarto de Hóspedes”, além dos três números da revista publicados pelo coletivo. Segundo informou Mário Lins, já finalizado, o quarto volume da revista, com textos de autores de todo Brasil, aguarda apoio para seu lançamento.

Compartilhe

Sobre o autor

Jornalista e mestre em Teoria da Literatura pela UFPE, onde desenvolveu pesquisa sobre narrativa em literatura eletrônica. É um dos fundadores do Vacatussa, integrou a equipe do programa de rádio Café Colombo, passou pelas redações dos jornais Folha de Pernambuco e Diario de Pernambuco.

Comente!