O diário de viagem do Sr. A, a nova aventura de Álvaro Filho

0

Estava bisbilhotando a vida alheia no Facebook, quando surge uma mensagem: “hombre, me passa teu email”

Já conhecendo a peça, perguntei: opa, livro novo, é?

A resposta veio por e-mail, o que me fez voltar ao chat: uou. bicho corajoso da gota

Ao que ele me responde: “ou louco”

Álvaro Filho1 - Crédito Líbia Florentino

Foto: Líbia Florentino | Divulgação

O doido em questão é o jornalista e escritor Álvaro Filho, que foi meu professor de jornalismo na Unicap e tinha por hábito gritar “SALVEM!!” para seus alunos nas aulas de redação. Autor dos livros Tudo o que as mulheres queriam saber sobre futebol e tinham medo de perguntar, Bola pro Mato, Graças a Zeus: as aventuras de um repórter na terra dos deuses e do policial Jornalismo para iniciantes; ele embarca numa nova aventura literária: O diário de viagem do Sr. A.

Da próxima sexta-feira (1 de agosto) até o dia 20 de agosto, enquanto viaja pelas cidades de Lisboa, Roma, Londres e Paris; Álvaro Filho O Diário do Srpromete escrever a história de um detetive particular que foi contratado por um milionário para encontrar o tal O diário de viagem do Sr. A, perdido desde a Segunda Guerra Mundial.

Segundo o release da obra, a narrativa: “pode conter de forma cifrada o paradeiro de obras de artes confiscadas pelos nazistas e dadas como desaparecidas, além de outros segredos. O problema é que a missão aparentemente simples se complica subitamente quando o diário se extravia e o detetive particular percebe que há outras pessoas interessadas e dispostas a tudo para colocar as mãos no livro. De posse de um passaporte com a foto do “Sr. A.” estampada nele, ele agora será obrigado a refazer o roteiro de viagem do autor para recuperar a obra e salvar a própria vida.”

Álvaro Filho - Foto Perfil do FacebookPara viabilizar a empreitada, a narrativa será escrita no iPhone do autor e nós, leitores, poderemos acompanhá-la através da página do livro no Facebook. Além dos textos, o autor promete rechear a história com fotos e vídeos feitos no iPhone. Vez ou outra, o autor aparecerá nas imagens, como uma forma de homenagear o cineasta Alfred Htichcock.

Com o projeto, Álvaro Filho dá mais um passo na sua investigação sobre o uso de ferramentas tecnológicas na hora de contar e difundir uma história, seja ela com viés literário ou jornalístico. No ano passado, ele entrou na ramo dos e-books, relançando seus livros no formato digital. Recentemente, na cobertura da Copa do Mundo pela TV Pernambuco, ele sacou seu iPhone na hora de captar, editar e veicular suas matérias.

Bom, eu fiquei curioso. A experiência promete enriquecer a história da literatura eletrônica no Brasil, em especial a do campo da prosa, que encontra-se carente de iniciativas assim desde Os anjos de Badaró de Mario Prata e da narrativa em hiperlink Tristessa de Marco Antonio Pajola.

Para acompanhar o desenvolvimento de O diario de viagem do Sr. A, acesse o link: https://www.facebook.com/pages/O-Diário-de-Viagem-do-Sr-A

Compartilhe

Sobre o autor

Jornalista e mestre em Teoria da Literatura pela UFPE, onde desenvolveu pesquisa sobre narrativa em literatura eletrônica. É um dos fundadores do Vacatussa, integrou a equipe do programa de rádio Café Colombo, passou pelas redações dos jornais Folha de Pernambuco e Diario de Pernambuco.

Comente!