Revista Vacatussa 18

0

EDITORIAL

Em tempos de pandemia, tossir virou uma ameaça, que nos põe sob a perspectiva da morte, diante de todo o sofrimento que assistimos diariamente pelos noticiários. Neste exato momento em que escrevo este editorial, as mortes já somam mais de 22 mil no Brasil. No mundo, são mais de 342 mil mortos. As histórias, que nos pareciam tão distantes, vindas lá do outro lado do mundo, como enredo de um improvável filme catástrofe, logo chegaram até nossas vidas, impondo muros entre as pessoas, numa nova rotina de desafios e saudades, lamentos e descobertas.

Nesse cenário, para aguentar a falta de amigos, da família, de vida social e de novas paisagens, a arte tem servido como um canal de escape e de reflexão. Pra nos fazer pensar em outra coisa que não o coronavírus e as dificuldades econômicas. Pra nos fazer imaginar e projetar o que vem por aí. E, principalmente, para nos lembrar aquilo que somos: seres sociais, mortais, passíveis de erros e capazes de encarar esses desafios para estender nosso legado.

E assim como tantas iniciativas de artistas, instituições e profissionais da cultura, resolvemos tirar a Revista Vacatussa da sua longa hibernação para te distrair um pouco. Com uma edição especial da quarentena, mas tematicamente livre. Livre como desejamos voltar a ser um dia, para circular por aí e podermos nos reencontrar.


DOWNLOAD

 

 


EXPEDIENTE

EDIÇÃO, DIAGRAMAÇÃO, REVISÃO Thiago Corrêa Ramos
ISSN 2359-1609
PERIODICIDADE Quando dá

NARRATIVAS André Duarte, Camilla Inojosa, Cristhiano Aguiar, Diogo Almeida, Helder Herik, Joana  Rozowykwiat, Leonardo Villa-Forte, Marcelo Corrêa, Matheus Asfora, Nivaldo Tenório, Tainá Tamashiro, Tapiovsky, Tiago Germano
ILUSTRAÇÃO DA CAPA Rejane Corrêa
FOTOS Acervo do site Unsplash

Compartilhe

Sobre o autor

Jornalista e mestre em Teoria da Literatura pela UFPE, onde desenvolveu pesquisa sobre narrativa em literatura eletrônica. É um dos fundadores do Vacatussa, integrou a equipe do programa de rádio Café Colombo, passou pelas redações dos jornais Folha de Pernambuco e Diario de Pernambuco.

Comente!